Sorria

 

Onde estiveres, seja onde for, não olvides estender o sorriso, por oferta sublime da própria alma.

Ele é o agente que neutraliza o poder do mal e a oração inarticulada, que inibe a extensão das trevas. 

Com ele, apagarás o fogo da cólera, cerrando a porta ao incêndio da crueldade. 

Por ele, estenderás a plantação da esperança, soerguendo almas caídas na sombra, para que retornem à luz. 

Em casa, é a benção da paz, na lareira da confiança.

No trabalho, é música silenciosa incentivando a cooperação. 

No mundo, é chamamento de simpatia. 

Sorri para a dificuldade e a dificuldade transformar-se-á em socorro de tua vida. 

Sorri para a nuvem, e ainda mesmo que a nuvem se desfaça em chuva de lágrimas nos teus olhos, o pranto será conforto do Céu, a fecundar-te os campos do coração. 

Não te roga o desesperado a solução do enigma de sofrimento que lhe persegue o destino. Implora-te um sorriso de amor, que renove as forças, para que prossiga em seu atormentado caminho. 

E, em verdade, se os famintos e os nus te pedem pão e agasalho, esperam de ti, acima de tudo, o sorriso de ternura e compreensão que lhes acalme chagas ocultas. 

Não te perturbem as criaturas que se arrojam aos precipícios da violência e do crime. Oferece-lhes o sorriso generoso da fraternidade, que ajuda incessantemente, e voltar-se-ão, renovadas, para o roteiro do bem. 

Sorri, trabalhando e aprendendo, auxiliando e amando sempre. 

Lembra-te de que o sorriso é o orvalho da caridade e que em cada manhã, o dia renascente no Céu é um sorriso de Deus. 

 

 

Livro: Sentinelas da Alma. Psicografia de
Francisco Cândido Xavier

 

 
 
 
 
 
 

 

 

 

 
 

Voltar

 

© Copyright - 04/12/2007 | Amigo Germano | Associação Beneficente Amigo Germano ®
Todos os direitos reservados.
Rua: Vereador Guido Broglia - Nº. 1183
Fone: (17)  3524 - 6276
Catanduva/SP