Amigo Germano
Associação Beneficente
Home
EspiriTEEN
Institucional
Mensagens
Notícias Importantes
Palestras do Mês
Pensamentos  Frases
Visita Virtual da Casa
 
Cadastro dos Trab.
 
Fale Conosco
 
 
:: Artigos»

 

 _______________________________________________________________

Uma reflexão

Temos vivido dias muito difíceis. Notícias de crimes, corrupção e violência. Assistimos a tudo, muitas vezes pela televisão, outras vezes, ao vivo. E, como ficamos? Como nos colocamos nesse nosso mundo?

A maioria de nós segue como sempre seguiu. Passa ao largo. Não quer nem saber, não quer se envolver. O que nós queremos é salvar a nossa própria pele. Não conseguimos olhar além do nosso umbigo.

Lembram-se da parábola do bom samaritano? Jesus, após sua pregação numa sinagoga, foi questionado por um doutor da lei, um alto sacerdote da igreja judaica, sobre como se faz para alcançar o Reino de Deus. Jesus, sabiamente, devolveu a pergunta:

- O que está escrito na Lei?

O fariseu respondeu:

- “Amarás a teu Deus de todo o teu coração e ao teu próximo como a ti mesmo”. E o fariseu tornou a perguntar:

“ Quem é o meu próximo?”

Jesus mostrou quem é o próximo contando a parábola do bom samaritano. Com essa belíssima parábola, aprendemos que o senhor da Samaria não pensou primeiro nele, nos seus interesses, no atraso de sua viagem, nas despesas. Ele socorreu. Teve compaixão pelo sofrimento desesperado daquele homem caído à beira da estrada, gravemente ferido. Não perguntou quem ele era, sua origem, raça, religião, se era um homem de bem ou um ladrão, um fugitivo. O samaritano não perguntou nada, nem pediu nada em troca. Ele simplesmente agiu no bem. Serviu naturalmente. Não planejou ajuda para colher benefícios. Não socorreu por obrigação profissional ou simples dever legal. Só ajudou. Jesus assim ensinou que ser bom não depende de você ser fariseu ou samaritano, grego ou romano. A bondade não é imposta ao homem por um código civil ou penal. Não há um artigo na legislação que determine que sejamos bons. Ser bom é a regra de ouro da Lei Divina. Como é uma lei natural, ser bom é uma escolha íntima, individual.A ela aderimos por nosso livre arbítrio.

 O filósofo grego Aristóteles ( 350 a.C.), ensinando ética a Nicômaco, seu discípulo, diz “ as virtudes são pois de duas espécies, a intelectual e a moral. A primeira, por via de regra, gera-se e cresce graças ao ensino, por isso requer experiência e tempo, enquanto a virtude moral é adquirida como resultado do hábito. Não é pois por natureza, nem contrariando a natureza que as virtudes se geram em nós. Diga-se, antes, que somos adaptados por natureza a recebê-las e nos tornamos perfeitos pelo hábito.”

Temos que praticar as virtudes que queremos incorporar ao nosso caráter. É como aprender alguma coisa em nossas vidas – dirigir, cozinhar, escrever. Só aprendemos praticando. Exercitando um comportamento, adquirimos um hábito e são os hábitos que forjam o nosso caráter.

Procuremos ser bons deixando de nos preocupar unicamente conosco e olhando para os lados, descobrindo o que há por fazer. Não vamos fechar os nossos olhos e passar reto, como fizeram o levita e o sacerdote da parábola de Jesus. Busquemos viver plenamente, nos envolvendo e nos doando aos nossos semelhantes.

Ser bom nos cura e nos traz a paz. Fazemos amizades e angariamos simpatia, enriquecendo nossos relacionamentos e encontrando apoio, quando atravessamos as horas difíceis das nossas vidas. Ser solidários nos faz melhores. Como Jesus foi sábio na parábola do bom samaritano. Ser bom, agindo no bem adquirimos a virtude necessária para alcançarmos o Reino de Deus.

Muita paz!

 

« Voltar aos Artigos  


 
© Copyright - 04/12/2007 | Amigo Germano | Associação Beneficente Amigo Germano ®
Todos os direitos reservados.
Rua: Vereador Guido Broglia - Nº. 1183
Fone: (17)  3524 - 6276
Catanduva/SP