Amigo Germano
Associação Beneficente
Home
EspiriTEEN
Institucional
Mensagens
Notícias Importantes
Palestras do Mês
Pensamentos  Frases
Visita Virtual da Casa
 
Cadastro dos Trab.
 
Fale Conosco
 
 
:: Artigos»

________________________________________________________________

 
"O Livro dos Espíritos" Novo!

Abrem-se os horizontes de uma Nova Era para a Humanidade deste nosso mundo de expiações e provas. A razão nos mostra a Justiça e a Bondade do nosso Criador.         

A 18 de abril de 1857, era lançada na cidade de Paris, França, a primeira edição de “O Livro dos Espíritos”, assinado por Allan Kardec.

Esta obra, que é a base filosófica e científica da Doutrina Espírita, compõe-se de 1019 perguntas formuladas pelo seu sistematizador que, com todo rigor científico, soube, em linguagem simples e com inconfundível clareza, organizar as respostas dadas pelos mensageiros da espiritualidade maior. 

         Novas e revolucionárias abordagens de teses científicas, filosóficas, morais e religiosas, levantadas por ilustres estudiosos do “Século das Luzes”, davam à cultura da época um salto no modo de pensar. Grandes luzes são lançadas sob as trevas do obscurantismo, com renovadoras idéias de grandes Espíritos reencarnados naquela época: Voltaire, Rosseau, Diderot, Pestalozzi, Wallace, Darwin, e outros ilustres pensadores. 

Surge em momento histórico apropriado “O Livro dos Espíritos” que versa sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade.

Proporciona vastíssimas reflexões, entre as quais o determinismo e o livre-arbítrio, questões fundamentais para o entendimento das sublimes verdades do Cristo.

Tem como base o fato científico da existência do Espírito e por extensão sua sobrevivência à morte do corpo físico. Este fato, por si só, abre inúmeras possibilidades filosóficas, que submetidas à observação, transformam-se em experiências que conduzem às evidências científicas.   

Esta obra esclarece que o espiritismo adota a moral de Nosso Senhor Jesus Cristo, reinterpretando as verdades do Cristianismo puro, a partir do “Amai-vos uns aos outros”, estabelece que “fora da caridade não há salvação” e que a “fé verdadeira é somente aquela que encara a razão face a face em todas as épocas da humanidade”.  Prega que é Jesus o nosso modelo e guia, a verdade que esclarece e ilumina, renovando-nos a esperança na Justiça de Deus.

 

Sérgio Augusto Pelicano


 

 « Voltar aos Artigos 


 
© Copyright - 04/12/2007 | Amigo Germano | Associação Beneficente Amigo Germano ®
Todos os direitos reservados.
Rua: Vereador Guido Broglia - Nº. 1183
Fone: (17)  3524 - 6276
Catanduva/SP