Amigo Germano
Associação Beneficente
Home
EspiriTEEN
Institucional
Mensagens
Notícias Importantes
Palestras do Mês
Pensamentos  Frases
Visita Virtual da Casa
 
Cadastro dos Trab.
 
Fale Conosco
 
 
:: Artigos»

________________________________________________________________

 
Crescer Sempre

“... Acreditai, amai, meditai sobre as coisas que vos são reveladas. Não mistureis o joio ao bom grão, as utopias, ou seja, as mentiras ilusórias com as verdades.
Espíritas. Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo. Os erros que nele se enraizaram são de origem humana. Eis que de além-túmulo, que acreditáveis ser o nada, vozes vos gritam: Irmãos, nada tem fim; Jesus Cristo é o vencedor do mal; sede vós os vencedores da incredulidade. “(Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo 6, item 5, pelo Espírito de Verdade).

A lição é de enorme valia.
A busca da verdade sempre foi um desafio. As ciências, as religiões e as filosofias sempre buscaram o conhecimento da verdade sobre o homem, a vida, o universo, sobre Deus, e tudo o que se apresenta, ainda hoje, como dilema.
Sobre muitas coisas, nós, ainda nos primeiros degraus da escalada evolutiva, não sabemos diferenciar o que chamamos “ verdade “, do que é somente nosso ponto de vista, muitas vezes equivocado, sobre elas.
Porém, a verdade existe em si mesma, independente de nosso modo de apreciá-la, e demonstra-se pelos fatos que a confirmam irrefutavelmente; ao passo que o ponto de vista pode subsistir em dissonância com os fatos; sendo, portanto, neste caso, falso.
Neste sentido é o ensinamento do filósofo Aristóteles: “ o conhecimento se diz verdadeiro enquanto exprime conformidade com a realidade; falso, porém, enquanto apresenta discordância com a realidade”. ( I Perihermeneias, 1.3).
Daí a importância de não estacionarmos na nossa atual condição, amando muito, primeiramente, mas instruindo-nos sempre sobre os ensinamentos do Cristo o Salvador. É o que nos aconselha o ensinamento evangélico acima citado, pois somente assim entenderemos o Cristianismo pelas suas verdades Divinas, não pelas pseudo-verdades humanas.
Alan Kardec foi exemplo vivo daquele que estava sempre ocupado com a descoberta da verdade, principalmente sobre os ensinamentos do Cristo. Para tanto, considerou o fenômeno espírita como realidade que é, organizando a Doutrina Espírita sobre os princípios da reencarnação, da imortalidade da alma, da preexistência da alma em relação ao corpo físico, da existência de outros mundos habitados e, por fim, da possível comunicabilidade dos espíritos com os encarnados. De outro lado, revelou, também, várias ilusões e inverdades enraizadas ao Cristianismo, revivendo a mensagem de Jesus na maior expressão de sua pureza.
Foi instruindo-se através da meditação, do estudo e aplicação da ciência, do questionamento equilibrado pela imensa fé raciocinada - que o aproximou das realidades Divinas - , que o “ Bom Senso Encarnado ” (1) descobriu várias inconformidades do que se defendia até então, como verdades indiscutíveis, com a realidade desvendada pelo estudo dos fatos naturais, mormente os fenômenos espíritas.
Daí porque é imperioso o preceito evangélico acima: Espíritas. Amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo, pois somente assim conheceremos a verdade e ela nos libertará dos erros que nos distanciam de uma lúcida vida Cristã.


1. Denominação usada por Camille Flammarion, quando das solenidades funerais do desencarne de Alan Kardec. (vide Obras Póstumas)

Alecsandro dos Santos
 

 

 « Voltar aos Artigos 


 
© Copyright - 04/12/2007 | Amigo Germano | Associação Beneficente Amigo Germano ®
Todos os direitos reservados.
Rua: Vereador Guido Broglia - Nº. 1183
Fone: (17)  3524 - 6276
Catanduva/SP