Amigo Germano
Associação Beneficente
Home
EspiriTEEN
Institucional
Mensagens
Notícias Importantes
Palestras do Mês
Pensamentos  Frases
Visita Virtual da Casa
 
Cadastro dos Trab.
 
Fale Conosco
 
 
:: Artigos»

________________________________________________________________

 

Afinidade Espiritual  

A veia poética, a música, as artes em geral, para uns, são tão fáceis de apreender que normalmente sugere-se, para essa genialidade, a idéia de que são recordações. Apenas se reaprende algo que já se sabia. 

Outros que, por propósito dos pais, desde tenra idade são matriculados em famosas escolas de artes e delas não conseguem senão alguns traços mecânicos sem qualquer evolução ou criatividade.

Enquanto uns caminham pela lógica matemática com simplicidade, outros vêm os números como um mundo extremamente complicado.

Donde viriam estes dons, às vezes tão aperfeiçoados, nem sempre geneticamente explicáveis? Ou por outra, donde viria a dificuldade de aprender que certas criaturas possuem independente da classe social, do meio econômico, do esforço de quem ensina?

         O que faz prevalecer certas tendências combinatórias que vão além dos laços consangüíneos, que faz parecer mais irmãos criaturas de famílias diferentes? O que explica as afinidades de indivíduos cultural e socialmente dessemelhantes, mas que revelam, um pelo outro, atrativos pelos laços de pura amizade?

A recíproca também é verdadeira. Por que indivíduos sentem por outrem, à primeira vista, certa aversão? Até mesmo sem se conhecerem melhor já se lhes parecem antipáticos um ao outro?

         Donde provém esta simpatia ou antipatia?

         A proposta espírita permite uma visão ampliada de nossa vida de relações para muito aquém do berço; explica que a nossa vida de relação se estende para muito antes do nosso nascimento na carne; que já convivemos com muitas criaturas que, na presente reencarnação, não são nossas conhecidas, mas, ao nos depararmos com elas, imediatamente temos a nítida impressão de que já as conhecemos.       

São certas circunstâncias que somente a reencarnação pode explicar.

Esclarece-nos Emmanuel: “O Espírito, no labor incessante de suas múltiplas existências, vai ajuntando as séries de suas conquistas, de seus trabalhos; no seu cérebro espiritual organiza-se, então, essa consciência profunda, em cujos domínios misteriosos se vão arquivando as recordações, e a alma, em cada etapa da sua vida imortal, renasce para uma nova conquista, objetivando sempre o aperfeiçoamento supremo”.

 

Sérgio Augusto Pelicano.

 

« Voltar aos Artigos  

 

 
© Copyright - 04/12/2007 | Amigo Germano | Associação Beneficente Amigo Germano ®
Todos os direitos reservados.
Rua: Vereador Guido Broglia - Nº. 1183
Fone: (17)  3524 - 6276
Catanduva/SP